Seduzir com prazer

Ao criar este blogue, a ideia foi partilhar a minha experiência adquirida ao longo de 15 anos de frequência em sites, chats e redes sociais. Teclei, conversei, conheci muitas pessoas e vivi experiências que foram a vertente prática da minha aprendizagem. A net, com a possibilidade de nos relacionarmos anonimamente, veio trazer novas formas de interagirmos uns com os outros.

O objetivo deste blog é, através da partilha, ajudar a que todos nós compreendamos melhor esta nova realidade, e com isso estimular a reflexão de temas como o amor, o sexo e os relacionamentos em geral. Assim, publicarei algumas histórias por mim vividas, reflexões, informação que ache relevante, históricos de conversas, e algumas fotos sensuais de corpos de mulheres com quem troquei prazer e que tive o privilégio de fotografar. Todos os textos e fotos que vou publicando, não estão por ordem cronológica, e podem ter acontecido nos últimos 15 anos ou nos últimos dias. Todas as fotos e conversas publicadas, têm o consentimento dos intervenientes.

As imagens publicadas neste blogue estão protegidas pelo código do direito de autor, não podendo ser copiadas, alteradas, distribuídas ou utilizadas sem autorização expressa do autor.


28.3.15

H022 Nikita

Quem tem um blog com muitas visitas diárias recebe sempre muitos mails de leitores. Recebo mails de leitores que gostam de me dar a sua opinião acerca do blog, ou pondo questões que não querem ver publicadas como comentário no blog.

Recebo também mails de mulheres, casais e até de homens que embora o façam de formas mais ou menos explícitas, têm a mesma finalidade, que é propor um encontro sexual.

Um dia recebi o seguinte mail:

Bem...

Para começar, cruzei-me com o teu blog ontem por um acaso (é o k faz a vida de solidão e muita falta de sexo...), e hoje voltei a ler mais uns posts e estou para aqui a rir que nem uma maluca!!!

Os meus sinceros PARABÉNS!!!
É que isto é serviço público de muita qualidade!!!
Devias ter direito a horário nobre na TVI tal como o "Prof. Martelo" nos serões de domingo!!!

Estou com dores no músculo da barriga, é que acabei de ler a aventura com a professora de Matemática do teu filho...
hehehehe...

Pronto!!!
Tenho a dizer que piorou, não paro de gargalhar!!!!
Acabei de ler a queda ao rio e a experiência de quase-morto-por-hipotermia!!!
Demais, demais, demais!!!

Beijos.

Nikita

Respondi ao mail propondo que trocássemos de contactos de msn para podermos falar e conhecermo-nos melhor. Pelo mail que me escreveu, fiquei com a ideia de que poderia estar interessada num encontro, e como gostei da sua boa disposição, conversar com ela só podia ser divertido. Adicionámo-nos no msn e começámos a conversar.

OBS: não vou transcrever as conversas que se encontram já publicadas no blog, bastando para isso, clicar nos nomes das conversas a vermelho. Ao clicar no link, vai abrir uma nova janela no teu browser, bastando fechar a janela depois de ler a conversa para voltar à história.

Conversa 717 Nikita 38 C01A
http://xarmus.blogspot.pt/2012/11/conversa-718-nikita-38-c01a.html

Conversa 719 Nikita 38 C01B
http://xarmus.blogspot.pt/2012/11/conversa-720-nikita-38-c01b.html

Gostei de conversar com a Nikita, que como leitora do blog, me permitia falar com ela mais à vontade sem se sentir ofendida, ou estar demasiado de pé atrás com a minha conversa e com os meus “avanços”. Ficámos de pensar numa forma gira de nos encontrarmos. Eu tenho muitas ideias criativas para um primeiro encontro, mas é evidente que têm que ser aceites por elas, já que são elas a arriscar muito mais que eu. Entrar às escuras, ou vendadas num sítio que não conhecem, e entregarem-se a um homem que não conhecem nem sequer viram, não é de facto para todas. É preciso ter “tomates”.

No dia seguinte recebi o seguinte mail:

E se eu entrasse no cantinho da depravação de venda nos olhos???

Sem te poder ver... nem poder prever onde vais tocar... o que vais fazer... completamente à mercê dos sentidos e da tua imaginação...

Hum???

Nikita

Embora já tivesse pensado em propor-lhe uma entrada assim, agradou-me bastante que fosse ela a propor a ideia. Eu adoro estes primeiros encontros com toda a entrega e confiança. Se para mim são muito agradáveis apesar de não correr riscos, para quem se encontra comigo nestas condições deve ser maravilhoso, já que tudo é novo, tudo é inesperado e uma surpresa contínua. É uma experiencia muito desejada por muitas mulheres, e difícil de concretizar por razões obvias.

Nessa mesmo dia, voltámos a encontrarmo-nos no msn…

Conversa 733 Nikita C02
http://xarmus.blogspot.pt/2012/12/conversa-733-nikita-c02.html

Com o decorrer das conversas lá nos fomos conhecendo melhor e criando ainda mais vontade de nos embrulharmos um com o outro. Eu adoro que quem vem ter comigo, venha com muita vontade, e se entregue incondicionalmente, e as conversas também servem para isso mesmo. Criar confiança e mais vontade. Esta Nikita estava a revelar-se uma mulher bem interessante.

Conversa 743 Nikita 38 C03A
http://xarmus.blogspot.pt/2012/12/conversa-743-nikita-38-c03a.html

Conversa 745 Nikita 38 C03B
http://xarmus.blogspot.pt/2012/12/conversa-745-nikita-38.html

Conversa 747 Nikita 38 C03C
http://xarmus.blogspot.pt/2013/01/conversa-747-nikita-38-c03c.html


No dia do encontro, eu já estava estacionado no local combinado porque tinha dormido no sítio na noite anterior. Embora tivéssemos combinado o encontro para a tarde, como eu estava livre de manhã e ela tinha reservado o dia para estar comigo, ligou-me por volta das 11h a dizer que estava pronta. Eu já tinha tomado o meu banho e trabalhado duas horas, respondi-lhe que podia aparecer e que almoçávamos juntos, já que tinha comida no frigorífico.

Senti um carro estacionar atrás da autocaravana e pouco depois alguém a bater à porta. Abri a porta e lá estava a Nikita com uma venda nos olhos. Tinha estacionado a autocaravana com a porta virada para um muro, para que ninguém a visse colocar a venda. Ajudei-a a subir os degraus, e depois de ela entrar fechei a porta, dei-lhe um abracinho e umas beijocas para ela descontrair. Tirei-lhe o casaco e fiquei logo espantado. A rapariga vinha apenas com lingerie por baixo do casaco.

Tinha à minha frente e disposta a tudo, uma mulher vendada e de lingerie. Eu já estava nu e com o gostoso pesadão e a ficar teso, disse-lhe para se ajoelhar e abrir a boca, e em pé, enfiei-lhe o gostoso na boca. Não pude deixar de tirar umas fotos àquela cena engraçada. Ela tinha uma venda que dizia “leave me alone”. Deixei-a explorar o gostoso e mamar à vontade dela enquanto lhe fui desapertando o soutien e apalpando as mamas. depois agarrei-lhe na cabeça e fodi-lhe a boca com jeitinho. A Nikita tinha um corpo normal para uma mulher de 38 anos, bem torneado, com as curvas no sítio, boas pernocas, bom rabinho e boas mamas.

Depois de me deliciar com aquela boca gulosa, levantei-a, levei-a para a cama ainda vendada, tirei-lhe as cuecas e amarrei-a à cama com os braços e as pernas abertas. Agora tinha uma mulher toda nua, (só com meias de renda na coxa), vendada e amarrada na cama para me servir à vontadinha. Instalei-me bem confortável entre as pernas dela e comecei a beijar-lhe a cona. Conforme a cona se ia abrindo e ficando mais molhada, os beijinhos foram transformando-se em lambidelas, e depois em chupadelas e gostosas sucções no clitóris. A rapariga já se estava a passar, e o primeiro orgasmo não demorou muito. Rebentou num orgasmo intenso, mas como estava amarrada só deu para se contorcer toda.

Recomecei com umas lambidelas mais suaves novamente, e conforma a respiração dela se ia alterando, recomecei com as chupadelas. Desta vez, chupei-lhe o clitóris para dentro da minha boca e depois de suavemente preso com os dentes, passei-lhe a língua por cima em movimentos rápidos. Isto leva uma mulher ao delírio completo. Para tornar a coisa ainda mais complicada para ela, enquanto lhe lambia o clitóris, enfiei-lhe dois dedos na cona e fui massajando o ponto G. Em poucos minutos lá veio mais uma explosão de prazer.

A Nikita veio-se umas quantas vezes a ser lambida, e tive que parar com receio que lhe desse uma coisinha má, já que a rapariga estava completamente fora dela. Já não sabia se respirava, se gemia, se gritava, a coisa estava mesmo complicada e eu deixei-a descansar. De seguida, esfreguei-lhe o gostoso na entrada da cona para a preparar e enterrei-lho todo muito suavemente. Foi já dentro dela que lhe tirei a venda e finalmente nos vimos olhos nos olhos. Rimos muito, claro. É uma situação bem louca, que só dois seres com uma pancada grande conseguem concretizar.

Este foi o início de uma festa que durou 6 horas, com um intervalinho para almoço. Usei abusei do corpinho da Nikita à vontadinha. Fiz-lhe umas maldades bem boas. Andei muito próximo dos limites dela, que nunca tinha experimentado um sexo mais arrojado. Muitos nomes feios, que ela só ouviu até retirar o aparelho. Quando comecei a trata-la mais à bruta decidimos tirar o aparelho.

Foi tratada da forma mais meiga com muitos beijinhos e miminhos, até à forma mais bruta, com muitas palmadas no rabinho, puxões de cabelos, estalos na cara e até com o cinto nas nádegas e nas costas levou. Experimentou de tudo.                                                                                                                        
E esta foi a conversa que tivemos depois do encontro… à noite:

Conversa 758 Nikita 38 C04A
http://xarmus.blogspot.pt/2013/01/conversa-758-nikita-38-c04a.html

Conversa 759 Nikita 38 C04B
http://xarmus.blogspot.pt/2013/01/conversa-759-nikita-38-c04b.html

Como a Nikita sabe que eu escrevo algumas histórias acerca dos meus encontros, enviou-me a vesão dela para se ou quando eu escrevesse a história do nosso encontro, pudesse acerscentar a dela.

My story:

Nem sei muito bem como é que fui parar ao blog, mas lá o encontrei e a primeira impressão que se tem do Xarmus é que estamos deparados com um ser diferente.
Chama à atenção... Ora, deixa-me lá ver isto como deve ser!!!

À medida que fui lendo o blog fui construindo uma imagem de um indivíduo sedutor, com grande sentido de humor, inteligente, interessado (por isso sempre interessante), sincero. Mas quem anda pela net está farta de se deparar com mentiras, fachadas, conversas da treta. E não é preciso andar há muito tempo nesse "antro", nem é preciso conhecer pessoalmente os intervenientes, ao fim de alguns dias de conversas no chat tira-se a milhas as intenções.

Para ser "carne para cavalo" prefiro ficar ali no meu sofá a fazer tricot, já não tenho idade para perder tempo. Mas a curiosidade era grande, as histórias eram divertidas, a gargalhada constante... Ok, vamos lá então mandar um email... A resposta não tardou muito, é a tal da "caça".

Não sou uma pessoa inconsciente, mas também não estou muito tempo a remoinhar no que fazer, não sou muito indecisa, por isso ao fim de 1 semana de conversa no chat e POUCO até!!!)) lá estávamos nós de encontro marcado...

Eu sabia que o 1º encontro era importante. Primeiro porque é a tal descoberta do desconhecido que o fascinava e a adrenalina da novidade, de ver materialmente a pessoa com quem trocámos aqueles diálogos picantes... Em segundo porque nenhum de nós gosta de desapontar o outro, seja em que situação for. Estamos a revelar o nosso eu mais íntimo no chat, com maior ou menor sinceridade, no entanto se as coisas correm mal acabam por nos atingir e não é isso que se pretende.

Depois de ler a história da "Experiência Única" fiquei a pensar que era giro uma coisa desse género... mas gosto de originalidade por isso teria de ser diferente... e como esta minha cabecinha não pára, eu ADORO surpresas, imaginei um cenário engraçado que esperava que lhe fosse agradar.

Ambos arriscámos muito. Eu por entrar nesta "cena" completamente às escuras com tudo o que tenho, baixando a guarda. Cada vez que parava para pensar por breves 5 segundos achava muito sensato fugir!!! Mas eu sou uma gaja com tomates, vou até ao fim naquilo que me comprometo! Ele por ter reservado algumas horas para um primeiro encontro sem saber se ao fim de 15 minutos não me queria ver pelas costas!!! É sempre estranho encaixar o puzzle da pessoa com quem falámos e a quem revelámos intimidades e a pessoa que temos à nossa frente. Assim disse-lhe: olha, não te quero ver!!! Vou chegar com uma venda nos olhos e tu tiras a venda quando quiseres, mas não quero saber o que me vais fazer, onde me vais tocar, quero também ser surpreendida.

No dia marcado lá estava eu a caminho com um nervoso miudinho e a rir-me sozinha cada vez que imaginava a loucura que ia viver. Mas como acho que na vida temos que a aproveitar da melhor maneira possível, peitei o mundo de frente e entreguei-me à aventura.

Assim que estacionei vi logo a autocaravana e ainda pensei: AAAAAAIIIIIIIII!!!!!!!!!!!!!!!!!
Assim que cheguei à porta de entrada e a vi abrir só lhe vi os pés. ERAM HUMANOS!!! MENOS MAL!!!

Entrei... Senti um corpo quentinho e macio, soube-me tão bem... Levei uns beijinhos docinhos, continuou a saber-me bem... Ele tirou-me o casaco e a minha surpresa revelou-se: só tinha vestida uma lingerie sensual e umas meias com renda na coxa e sapatos altos. Sair de casa assim foi engraçado, acho que o vizinho do 5º andar me vai olhar de outra forma da próxima vez que me encontrar no elevador!!! hehehehe... Ou mesmo meter-me a mão pelo casaco adentro!!!

Depois fui conduzida por ele até à cama onde ele se (e me) deliciou a lamber com toda a calma e tempo do mundo depois de me ter despido devagarinho... O Xarmus é de facto tudo aquilo que eu construí na minha imaginação. Uma pessoa doce, afectuosa, carinhosa, inteligente, com muito sentido de humor, com muito knowhow sobre o prazer entre dois corpos E COM UMA PANCA MUITA GRANDE. Tudo aquilo que eu imaginava encontrar estava lá.

Foi delicioso!!! Houve ali momentos em que me custou um bocado, pensei que ia chegar negra a casa!!! Mas ele sabe muito bem o que faz e até onde ir... E depois tem uma boca e uma língua maravilhosas!!! Por mim ele já nem precisava de fazer mais nada!!! hehehehe... Perdi o Norte, perdi o Sul, fui à Lua e vi as Estrelas... eu sei lá... Abandonei-me completamente e entreguei-me a ele sem reservas, deixei-me completamente vulnerável, à mercê do "meu dono"... Gostei de o sentir dentro de mim totalmente preenchida, dos abraços que me deu, como que a querer envolver-me ainda mais e como se isso fosse possível!!! Aquele corpo quentinho e tão cheiroso todo no meu corpo, só meu por algumas horas...

Entre nós criou-se muita intimidade, muita empatia, muita risada. Houve muito carinho, muita sensibilidade, boa conversa. Ao fim da tarde e depois de saciados de um quarto round COMPLETO E MUITO SONORO (se fosse o resto da noite ainda nos aguentávamos à bronca, ambos temos estaleca para isso) conversávamos carinhosamente no corpo um do outro, sempre com muito riso...

Adorei conhecer esta criatura complexa com quem sei que irei ter uma aprendizagem humana e sensorial fantásticas, com quem vou aprender mais qualquer coisita, e provavelmente não vou ensinar nada!!! hehehehe...

Se há coisa que aprendi na vida é que o que vale são as experiências que temos, aquilo que vivemos, o que sentimos ao vivê-las, as pessoas que por nós passam e que trazem valor acrescentado, as pessoas que nos querem bem e a quem nós queremos bem. E o resto não interessa nada...

4 comentários:

PERSEVERÂNÇA disse...

Passando para conhecer o blog que me foi recomendado por uma leitora do Perseverança.
Gostei, deixo fraterno abraço
Nicinha

xarmus disse...

Olá Nicinha... será sempre um prazer receber-te por aqui.

Beijoca

Anónimo disse...

Como está a vossa amizade atualmente?
Houve mais encontros?
Afastaram-se?
Como separar estas amizades do dia a dia?

Lulu

xarmus disse...

Olá Lulu

A nossa amizade está bem.

Depois deste primeiro encontro, estivemos juntos mais umas vezes, inclusivamente fizemos umas brincadeiras a 3 com outras amigas minhas. Estão publicadas conversas e fotos desses encontros aqui no blog. Depois a Nikita afastou-se nem sei bem porquê. Deixou de responder a sms meus. Como não sou melga e acho que todos temos o direito de ter o nosso espaço, deixei de lhe enviar sms.

Mas estamos bem, um dia destes enviei-lhe um sms a dizer que estava a publicar algumas conversas nossas, e que ia publicar a história do nosso primeiro encontro e ela veio ler e comentou a conversa.

Só ela poderá responder a essa tua pergunta. Pode ser que apareça por aqui e responda a essa pergunta.

Beijoca