Seduzir com prazer

Ao criar este blogue, a ideia foi partilhar a minha experiência adquirida ao longo de 15 anos de frequência em sites, chats e redes sociais. Teclei, conversei, conheci muitas pessoas e vivi experiências que foram a vertente prática da minha aprendizagem. A net, com a possibilidade de nos relacionarmos anonimamente, veio trazer novas formas de interagirmos uns com os outros.

O objetivo deste blog é, através da partilha, ajudar a que todos nós compreendamos melhor esta nova realidade, e com isso estimular a reflexão de temas como o amor, o sexo e os relacionamentos em geral. Assim, publicarei algumas histórias por mim vividas, reflexões, informação que ache relevante, históricos de conversas, e algumas fotos sensuais de corpos de mulheres com quem troquei prazer e que tive o privilégio de fotografar. Todos os textos e fotos que vou publicando, não estão por ordem cronológica, e podem ter acontecido nos últimos 15 anos ou nos últimos dias. Todas as fotos e conversas publicadas, têm o consentimento dos intervenientes.

As imagens publicadas neste blogue estão protegidas pelo código do direito de autor, não podendo ser copiadas, alteradas, distribuídas ou utilizadas sem autorização expressa do autor.


16.3.12

IS001 Orgasmo masculino

Adoro sexo, dar e ter prazer. Como gosto de estar muitas horas a ter prazer, aprendi a controlar a ejaculação. Consigo levar o prazer ao limite e parar antes de ejacular. Faço isto muitas vezes durante uma sessão. Ao fim de umas horas, e depois de já ter dado cabo da minha parceira, com orgasmos de todos os tipos, e de já nos sentirmos satisfeitos, lá ejaculo para pôr fim à coisa. Enquanto não ejacular, estou sempre pronto para mais um assalto.

Este método, fazia-me sempre passar a vergonha de perder 4 a 1… 8 a 1… 12 a 1, ou vezes sem conta… a um. Enquanto a minha parceira tem contentores de orgasmos, eu só tenho uma ejaculação, no máximo duas, se não me for esticando demasiado.

Embora possa parecer que me custa muito parar mesmo antes da ejaculação, eu tenho imenso prazer, tanto como se tivesse um orgasmo, porque as sensações são iguais a um orgasmo, com a pequena diferença que não tenho ejaculação. Mas eu prefiro ter muitas vezes essa sensação e guardar a ejaculação para o fim do que ejacular logo no inicio e depois já não estar com o mesmo vigor e desejo para continuar na troca de prazer, e satisfazer plenamente a minha parceira.

Um dia destes, uma amiga enviou-me um livro de uma Maggie Paley, sexóloga, que falava exactamente deste tema. Ao ler os textos, percebi que o que eu tenho, são mesmo orgasmos. E segundo parece, é assim mesmo que se goza mais. Parar entre o orgasmo e a ejaculação. Quando tenho muitos orgasmos, por vezes acontece uma coisa fantástica, que é ter duas ou três ejaculações seguidas com intervalo de segundos, ou seja ejaculações múltiplas. Sai leitinho “até vir o comunismo”.

Isto é só para dizer às meninas que pensavam que me davam grandes tareias na quantidade de orgasmos, que afinal nem sempre ganharam, muitas vezes empatámos, e algumas devem ter levado umas gandas cabazadas. Hehehehehehe
Deixo aqui um texto de Sónia Gomes Costa, (com o respectivo link), que explica de forma clara como tudo se passa.

Orgasmo masculino
O que todas as mulheres devem saber

Representa o grau máximo do prazer no masculino mas ainda está associado a muitos mitos. Desvende-os!
«Aqui no Ocidente partimos do princípio de que o orgasmo, a sensação de intenso prazer que acompanha a ejaculação, só pode ocorrer durante esta. Mas tal não é o caso. A ejaculação é possível sem orgasmo e o orgasmo é possível sem ejaculação. Segundo as filosofias chinesa e indiana, o orgasmo sem ejaculação é o caminho para o êxtase e saúde perfeita.»

Este excerto retirado de «O livro do pénis», de Maggie Paley, desmistifica o orgasmo masculino. Muitas mulheres pensam que ejaculação é sinónimo de orgasmo.

Mas não é. Além do mais, algumas façanhas habitualmente atribuídas ao sexo feminino, não são, de todo, da sua exclusividade. É que os homens também podem simular o clímax e atingir orgasmos múltiplos. Levantamos o véu sobre este tema pouco abordado...

Máxima excitação

Pode definir-se o orgasmo como a reacção física e emocional a um estímulo sexual. E a verdade é que a resposta masculina à excitação sexual nada tem a ver com a feminina, com excepção talvez, da ruborização, dos espasmos ou dos gemidos.

Mas quanto à ejaculação, a história é outra. A excitação sexual masculina faz com que o sangue seja bombeado em grande quantidade para o tecido eréctil do pénis.

A sensação de calor e de bem-estar que se espalha pelo corpo todo, resultado da erecção, é acompanhada pelo aumento do tamanho dos testículos que, num determinado momento, se retraem exercendo pressão sobre a pélvis. Esta tensão sexual adivinha a fase seguinte: a ejaculação.

Êxtase final

A ejaculação acontece em duas fases. Numa primeira, as contracções rítmicas da próstata e dos músculos pélvicos fazem com que o sémen seja impelido para a uretra. Quando isto acontece, o homem está já no ponto de não retorno, isto é, à beira do orgasmo.

A seguir, as contracções acabam por expulsar o sémen, processo que demora cerca de três a dez segundos, e é acompanhado por uma sensação de grande prazer. O orgasmo pode estar centrado no pénis e nos testículos, ou ser uma sensação que percorre o corpo todo.

No Relatório Hite sobre Sexualidade Masculina, um homem descreve-o da seguinte forma: «é uma sensação que desce pela parte de trás das pernas até aos joelhos e sobe pelos meus braços até bem dentro de mim. O pénis é apenas o foco de tudo, o gatilho».

Prazer multiplicado

O livro de Maggie Paley refere que é possível um homem sentir as contracções orgásticas da primeira fase da ejaculação, sem passar para a fase seguinte. «Enquanto for capaz de reter a ejaculação, o homem pode continuar a ter orgasmos», salienta a autora, defendendo a possibilidade de um homem ter orgasmos sem ejacular (orgasmo seco, como se refere no sexo tântrico).

Depois de inúmeras investigações neste campo, vários homens afirmaram que é a capacidade de distinguir estes dois pólos que lhes permite atingir orgasmos múltiplos (entre dez a vinte por sessão!).

Estes também salientaram que o facto de atrasarem a ejaculação (através de técnicas como o toque no períneo) resulta em orgasmos ejaculados mais intensos, e num estado pós-clímax mais enérgico. E as mulheres agradecem!

http://mulher.sapo.pt/amor-sexo/estimulos/orgasmo-masculino-993073.html

18 comentários:

Anónimo disse...

Sempre bem informado que vc anda :P
Achei muito interessante!

Agora pronto, se houvesse por acaso deixaste alguma mulher a pensar porque razão é que não ejaculavas, já tens uma boa justificação :)

beijo

Rakel*

Anónimo disse...

Ai como é bom o teu autocontrolo... ADORO... ;)

Bárbara 36

«_FP_» disse...

e eu a pensar que so tinha um orgasmo de cada vez....afinal...
ja nao preciso de ter tanta inveja de elas terem varios orgasmos... :D:D:D

um bom post sem duvida :D

abraço

Anónimo disse...

Queres ver que a maior parte dos homens, com o seu tuca, tuca, tuca, só ejaculam, sem terem orgasmo! Será que os homens sabem que têm orgasmo e ejaculação? Espero bem que sim.

Esta partilha de informação foi muito importante. Consegui perceber que o meu companheiro tem vários orgasmos com os meus preliminares e depois é que ejacula. Estou no bom caminho.

xarmus disse...

Olá Rakel*

Normalmente ejaculo sempre... mas nunca me senti obrigado a isso. Farto-me de ter prazer, e a ejaculação é apenas a cereja no topo do bolo.

Beijo

xarmus disse...

Olá Bárbara 36... eu sei que adoras... é graças a isso que estás muuuiiittaaaaassss horas a ter prazer... hehehehehe

Como vivemos longe, temos que aproveitar quando nos encontramos.

Beijo

xarmus disse...

Olá «_FP_»

Pois... também andava enganado... embora na prática fosse a mesma coisa.

Abraço

xarmus disse...

Olá Anónima das 15:02... acho que sim... que estás no bom caminho.

Beijo

Anónimo disse...

Oh meu querido não é nada que eu desgoste :P Nada contra mesmo.. eheheh..coisa boa

beijinhos

Rakel*

Anónimo disse...

Já agora, para quem pensa que a 'ciência do sexo' é uma coisa chata, e que só pode produzir textos chatérrimos e coisas assim, deixo este vídeo, de partir o coco a rir. Uma jornalista penetra no mundo da investigação científica do orgasmo feminino e conclui que aqueles que pensam que sabem tudo sobre o assunto, afinal... não sabem! Há pelo menos 10 coisas que não sabem... ehehhehe

http://blog.ted.com/2009/05/20/10_things_you_d/ (accionar legendas em português)

Maria42

xarmus disse...

Olá Rakel*

pois... hehehehehehe... eu sei.

xarmus disse...

Obrigado Maria 42... bem fixe... gostei. excelente contributo para o blog.

depois pago com o corpo... hehehehe
Beijo

Anónimo disse...

Gostei muito deste post pq sai do ‘formato habitual’. Não se centra na partilha de relacionamentos e experiências sexuais, mas na partilha da compreensão do funcionamento do próprio corpo, e acho essa vontade de compreensão muito positiva.

Curiosamente, a net tornou assombrosamente fácil ter sexo ‘com alguém’ (sim… a masturbação também é sexo… e do bom!), mas não facilitou o conhecimento da biologia do sexo na mesma medida.

Talvez isso se deva ao facto de muitas pessoas preferirem ver uma boa foda num site de sexo do que ler um bom texto ou ver um bom documentário sobre a fisiologia do sexo. Ou talvez se deva à dificuldade em encontrar informação fidedigna sobre o assunto, isto é, informação científica rigorosa, exacta, e não meras opiniões de auto-proclamados peritos no assunto. De facto, não é nada fácil separar o trigo do joio nesta matéria (como noutras…)

Felizmente, há cada vez mais material de divulgação científica na net sobre numerosos temas, entre eles a sexualidade humana. Deixo 2 sugestões: um documentário sobre o clitóris e o orgasmo feminino (o clitóris… o único órgão com função exclusiva de dar prazer… Deus estava inspirado quando o criou!) e outro doc sobre a descoberta do viagra que explica muito bem o mecanismo fisiológico da erecção (e da falta dela…), e q tb explora a hipótese de vir a ser comercializado um viagra feminino (isso mm! Ehhehe)

http://www.youtube.com/watch?v=eW7jFGMx7zE

http://topdocumentaryfilms.com/sexual-chemistry/

Beijos
Maria42

xarmus disse...

Olá Maria... obrigado pela contribuição.

O primeiro link que a Maria deixou no fim do seu comentário, é o primeiro de 6 filmes acerca do clítoris. Muito bom. Vale a pena ver. Todos os outros filmes aparecem na barra direita do youtube. Como o link não funciona nos comentários, deve-se copiar o link e colar no espaço dos endereços no browser.

O segundo link é um filme acerca da historia da pesquisa e desenvolvimento de medicamentos para a erecção como o viagra.

Fruto Proibido disse...

Olha que interessante! Eu já desconfiava disto...
Mas sempre bom saber destas coisas!

Beijinhos, Xarmus!

xarmus disse...

Olá Fruto Proibido

Em mim também nada mudou, mas fiquei a saber que o que tenho, são mesmo orgasmos, e muitos, embora só ejacule uma vez.

Beijos

Anónimo disse...

Olá

Parabéns pelo blog; encontrei aqui a resposta para os meus orgasmos secos, penso que tem a ver com a maior regularidade sexual e o controle dos mesmos (a pensar que era diferente dos outros, pois tinha uma refracção não total do pau, depois de 1 orgasmo deste genero e só pro fim me vinha).
Obrigado.

Hugo, de Almada

xarmus disse...

Olá Hugo

Exactamente... tambem tenho uma ligeira refracção do gostoso. mas rapidamente volta ao normal.

Mas segundo os entendidos, esta é a melhor maneira de um home ter prazer. Os chineses até dizem que se deve ter muitos orgasmos seco e evitar as ejaculações, porque é o que nos desgasta mais.

O sexo tantrico segue pelo mesmo caminho.

Abraço