Seduzir com prazer

Ao criar este blogue, a ideia foi partilhar a minha experiência adquirida ao longo de 15 anos de frequência em sites, chats e redes sociais. Teclei, conversei, conheci muitas pessoas e vivi experiências que foram a vertente prática da minha aprendizagem. A net, com a possibilidade de nos relacionarmos anonimamente, veio trazer novas formas de interagirmos uns com os outros.

O objetivo deste blog é, através da partilha, ajudar a que todos nós compreendamos melhor esta nova realidade, e com isso estimular a reflexão de temas como o amor, o sexo e os relacionamentos em geral. Assim, publicarei algumas histórias por mim vividas, reflexões, informação que ache relevante, históricos de conversas, e algumas fotos sensuais de corpos de mulheres com quem troquei prazer e que tive o privilégio de fotografar. Todos os textos e fotos que vou publicando, não estão por ordem cronológica, e podem ter acontecido nos últimos 15 anos ou nos últimos dias. Todas as fotos e conversas publicadas, têm o consentimento dos intervenientes.

As imagens publicadas neste blogue estão protegidas pelo código do direito de autor, não podendo ser copiadas, alteradas, distribuídas ou utilizadas sem autorização expressa do autor.


7.4.12

IS003 Ejaculação feminina

Andei na net à procura de textos acerca da ejaculação feminina, e este que encontrei na wikipédia pareceu-me bem. Muita gente não acredita que exista, mas eu posso garantir-vos que existe, porque já conheci algumas mulheres que ejaculam se devidamente estimuladas a isso.

Ejaculação feminina

A ejaculação feminina é caracterizada pela excreção de líquidos pela uretra durante o orgasmo. Esse líquido é claro, às vezes viscoso, ralo e geralmente inodoro, varia de 15 a 200 ml e é expelido em jactos. É produzido pelas glândulas parauretrais.

Nem todas as mulheres ejaculam e, mesmo as que o fazem, não ejaculam sempre, sendo que essa diferença se dá na intensidade da estimulação recebida e na quantidade de líquido produzidos pelas parauretrais, que não é sempre o mesmo.

Os cientistas afirmam que a ejaculação feminina está directamente relacionada à estimulação do Ponto G e à estimulação ritmada do clítoris, havendo também relação com orgasmos múltiplos.

Embora até hoje ainda ser tida como lenda ou mito, a ejaculação feminina é um facto observado em laboratório e descrito há muitos séculos por Aristóteles, que acreditava que o líquido expelido era importante na fecundação.

No século XVII, Regnier de Graaf associou a ejaculação feminina a glândulas presentes ao longo da uretra, que em 1880 foram observadas por Alexander Skene, levando então o seu nome.

No início do século XX, o meio científico defendeu que a ejaculação feminina seria um sintoma de histeria, sumarizado na forma de incontinência urinária, o que mais tarde (nos anos 80) se provou que não era verdade. Pela análise química do líquido expelido, mostrou-se que este nada tinha a ver com a urina, e sim assemelhando-se ao líquido expelido pela próstata masculina.

Algumas mulheres de hoje ainda acham que urinam ao ejacular, já que a sensação que antecede a ejaculação é muito semelhante à vontade de urinar. Porém a anatomia também comprova que isso é impossível, uma vez que o músculo pubococcígeo, que se contrai na hora do orgasmo, também é responsável pela contenção urinária. Dessa forma, é impossível haver orgasmo com urina.

O líquido ejaculado também não tem relação com a lubrificação vaginal, uma vez que a lubrificação é feita antes do orgasmo e é produzida pelas glândulas de Bartholin, enquanto a ejaculação acontece no clímax do acto sexual e seu líquido é libertado através do canal da uretra.

16 comentários:

Anónimo disse...

Ainda não consegui mas ainda n perdi a esperança.....

Beijos
Milu

xarmus disse...

Vais bem a tempo... embora conheça uma rapariga com 23 anos que ejacula, normalmente isso só acontece entre os 40 e os 50. Conheço uma mulher que ejaculou comigo pela primeira vez, tinha 48 anos.

Isso não acontece com todas as mulheres, mas eu posso dar uma orientação. É necessário estares com uma tesão do outro mundo, e seres massajada no ponto G. Depois, quando te estiveres a vir, deves fazer força para fora, e apesar de te dar a sensação que vais mijar, não evites isso, porque o que vai sair não é urina. Muitas mulheres quando sentem vontade de urinar contêm-se e assim não ejaculam.

Apesar da sensação ser a mesma porque o liquido ejaculatório sai pela uretra, quando uma mulher se vem, é fisicamente impossível urinar, como aliás explica no texto.

Beijocas e boa sorte... depois quando ejaculares... quero ser o segundo a saber... heheheheheh

Anónimo disse...

Parabéns pela ideia de incluíres no blog posts com informação sexual.
Adorei ver o tema da ejaculação feminina aqui tratado.
Deixo duas achegas, ambas retiradas da versão inglesa da wikipedia. A primeira são factos que revelam grande desconhecimento e muito puritanismo… e isto no século XXI; a segunda é uma foto que complementa a informação que publicaste.

1
- Muitas mulheres, não informadas acerca da ejaculação feminina, sentem vergonha ou retraem-se durante o sexo (podendo mesmo evitá-lo…), por acharem (erradamente…) que urinam durante o acto sexual. Algumas não só procuram ajuda médica como se submetem a intervenções cirúrgicas para acabar com ‘o problema’…
- No Reino Unido o British Board of Film Classification (BBFC) baniu os filmes com cenas de ejaculação feminina, argumentando que os médicos consultados haviam afirmado que a ejaculação feminina simplesmente não existe, e que o mostrado era meramente urina. Como a prática de urinar durante o sexo é considerada obscenidade pela lei inglesa, daí a censura… Mais tarde, os médicos ‘recuaram’ afirmando que se abstinham de afirmar se a ejaculação feminina existe ou não, mas reafirmaram que todos os casos visionados para a classificação dos filmes correspondiam a libertação de urina.
- Ainda assim, a realizadora Anna Span conseguiu que a BBFC aprovasse em 2010, e pela primeira vez, um filme seu com uma cena de ejaculação feminina - "Women Love Porn" http://www.pornmoviesforwomen.com/womenloveporn.html, aprovação que foi considerada uma vitória histórica.

2
- Anatomia da vulva, mostrando as glândulas de Skene (ou prostata feminina), responsáveis pela ejaculação feminina - http://en.wikipedia.org/wiki/File:Skenes_gland.jpg

Aguardo mais posts destes... Força!
Beijos
Maria42

xarmus disse...

Olá Maria... obrigado pela contribuição.

Não sei porque é que os links não ficam activos nos comentários, mas aconselho os leitores a copiarem os endereços e colarem no browser. Já experimentei e vai lá ter.

Beijocas boas minha querida e mais uma vez... obrigado.

Anónimo disse...

Obrigada por toda esta informação.

A minha questão é: qual o interesse em ejacular? É prazer acrescido ao orgasmo? Ou é só para complicar a nossa mente. Milhares de mulheres têm problemas em ter orgasmos, imagina ejacular. Orgasmos e urinar em simultaneo, sim, é possivel, mas não é isso pois não?

E se tu com tanta mulher que conheces sexualmente, só 8 ejacularam quer dizer que é uma situação pouco relevante.

Parece-me que orgasmos multiplos são mais bem vindos.

:)

Anónimo disse...

Para mim a questão é mesma essa, é o desafio de conseguir algo que poucas mulheres conseguem.... o que me pode trazer em termos de prazer este tipo de orgasmo......

O Luis que me conhece sabe que para mim por exemplo a "variação dentro do mesmo tema" é quase um lema de vida, e se há um tipo de orgasmo que ainda n consegui ter....é certo e sabido que vou tentar perceber e ter.

Mas isto sou eu e a minha natureza!!

Bjinhos
Milu

Anónimo disse...

Milu

Estou contigo, depois partilha a experiência.

:)

Anónimo disse...

Eu sempre ouvi que a ejaculação feminina só algumas mulheres é que tinham o privilegio de ter. De há um tempo para cá, do que tenho lido e sabido, tudo depende da estimulação que é feita, zona e grau de exitação, logo, qualquer mulher oiderá chegar lá. Eu sobre este assunto não sei, mas até acho curioso e de certo deve ser uma sensação para lá do normal.
Tu que costumas estar com mulheres que ejaculam, elas já sabem, descobrem contigo ou tu sabes fazer a coisa funcionar? :)

Quanto ao texto, não chamem isso prostata feminina, está errado mesmo. lol

beijinhos bons

Rakel*

xarmus disse...

Olá Anónima :) das 17:23

Levantaste questões interessantes de responder... vamos ver se o consigo fazer de forma sucinta.

O interesse na mulher ejacular, é igual ao do homem ejacular se não for para procriar. é a cereja no topo do bolo. Para certas pessoas (homens e mulheres)que não gostam dessas "porcarias" não tem qualquer interesse.

É um prazer diferente, e uma forma de orgasmo diferente. As mulheres que ejaculam, continuam a ter o orgasmo clitoriano seco. São caminhos diferentes para se chegar orgasmos diferentes.

Urinar durante um orgasmo diz a ciência que é impossível e explica porquê no texto. Se pensas que já urinaste durante um orgasmo, possivelmente ejaculaste. O liquido que sai é diferente... já cheirei e já provei. Não é urina definitivamente.

Acredito que haja mais mulheres a ejacular do que se pensa, mas como algumas têm vergonha reprimem. Ou porque deixa a cama toda molhada, e até pode deixar tudo molhado á sua volta já que sai de esguincho muitas vezes. Uma amiga minha, esteve comigo 3 vezes sem ejacular, e depois de perceber que eu sou liberal e de ter a certeza que eu ia gostar, lá começou a ejacular. Deve haver mais assim.

Sim... orgasmos múltiplos são óptimos, mas na ejaculação também há orgasmos múltiplos. Quando começam a ejacular... são várias vezes seguidas.

Beijo e obrigado pelas tuas questões.

xarmus disse...

Olá Milú... e fazes muito bem. Vale a pena ires tentando e não tenho dúvidas que ias gostar de ejacular, mas também não leves isso muito a peito, porque podes não conseguir. Não te sintas frustrada se isso acontecer. Não
é de facto uma coisa muito comum. Mas eu acho que vais lá chegar, tens muito tempo para isso.

Beijocas

xarmus disse...

Olá Rakel*

Acho que sim, falando na coisa... e explicando como se pode lá chegar, estamos a ajudar a que mais mulheres consigam ejacular.

Eu conheci mulheres que já ejaculavam, e conheci outras que começaram a ejacular comigo.

Eu sei de facto como se pode lá chegar, mas não é uma ciência exacta. Já tentei com algumas mulheres sem conseguir. É necessário estarem reunidas condições que nem sempre é possível reunir.

Estive a ler o texto novamente, e olha que não vi lá nada a falar em próstata feminina. O que lá li foi isto "Pela análise química do líquido expelido, mostrou-se que este nada tinha a ver com a urina, e sim assemelhando-se ao líquido expelido pela próstata masculina."

Beijocas

Anónimo disse...

O nome prostata feminina é simultaneamente correcto e errado. Correcto, na medida em que a prostata (a verdadeira, a masculina...)e as glândulas de Skene têm a mesma origem embrionária. No embrião ainda sexualmente indiferenciado, os tecidos que nos rapazes originam a prostata, nas meninas originam as tais glândulas. O mesmo sucede com outros tecidos embrionários. O exemplo maior é a origem embrionária comum do pénis e do clitoris. Porém, tal como não chamamos pénis feminino ao clitoris por essa razão, também não faz muito sentido chamar prostata feminina às glândulas de Skene. Algumas feministas têm denunciado a prática de dar nomes masculinos a 'coisas' femininas. O nome prostata feminina é um exemplo. Outro, é o nome 'ejaculação feminina' que pouco tem a ver com a verdadeira ejaculação (a masculina, entenda-se...). Muito haveria a dizer sobre esta tendência de masculinização do feminino... e também do velho hábito de olhar para as mulheres sublinhando o que 'lhes falta' por comparação com os homens(o pénis...; a psicanálise de Freud assenta amplamente nessa ausência...), tendência e hábito que estão muito relacionados entre si...

Beijos
Maria42

Anónimo disse...

é exactamente por isso que eu digo que não se deve designar por próstata. Também pela questão da próstata ser anatomicamente descrita na anatomia masculina e por ter funções especificas que não se podem equiparar à anatomia da mulher.
Já o nome ejaculação feminina, até concordo, pois há uma secreção.

Mas pronto, isto já é entrar muito em especificidades do tema...

Rakel*

xarmus disse...

Olá Maria 42... muito bem senhora professora... gostei.

Beijo

Alverca Boy disse...

Tem de ensinar a estas moçoilas...
O tempo dos 5 minutos e já está é para quem não sabe aproveitar...
A rotina e a destreza são a pimenta num prato bem confeccionado...

Aquele abraço
Pedro

xarmus disse...

Abraço também para ti... Pedro