Seduzir com prazer

Ao criar este blogue, a ideia foi partilhar a minha experiência adquirida ao longo de 15 anos de frequência em sites, chats e redes sociais. Teclei, conversei, conheci muitas pessoas e vivi experiências que foram a vertente prática da minha aprendizagem. A net, com a possibilidade de nos relacionarmos anonimamente, veio trazer novas formas de interagirmos uns com os outros.

O objetivo deste blog é, através da partilha, ajudar a que todos nós compreendamos melhor esta nova realidade, e com isso estimular a reflexão de temas como o amor, o sexo e os relacionamentos em geral. Assim, publicarei algumas histórias por mim vividas, reflexões, informação que ache relevante, históricos de conversas, e algumas fotos sensuais de corpos de mulheres com quem troquei prazer e que tive o privilégio de fotografar. Todos os textos e fotos que vou publicando, não estão por ordem cronológica, e podem ter acontecido nos últimos 15 anos ou nos últimos dias. Todas as fotos e conversas publicadas, têm o consentimento dos intervenientes.

As imagens publicadas neste blogue estão protegidas pelo código do direito de autor, não podendo ser copiadas, alteradas, distribuídas ou utilizadas sem autorização expressa do autor.


30.3.17

IS037 Os pêlos púbicos estão de volta

Como eu tinha dito e previsto numa das minhas reflexões (aqui) acerca dos pelos púbicos, aqui está de volta a moda do naturalismo. Como também cheguei a prever, já há forma de implantar pelos públicos para quem fez depilação definitiva a laser.

Como está mais que provado que tirar os pelos púbicos faz mal à saúde e deixa a vagina mais exposta a infecções e portanto muito menos higiénico, era fácil de prever que a moda de rapar as passarinhas tinha os dias contados.

"As modas são cíclicas e têm-nos presentado com boas doses de nostalgia, como as calças à boca de sino, as permanentes ou os fatos de banho em vez dos biquínis. Agora a tendência é mais surpreendente: parece que os pelos na zona púbica voltaram, em nome do naturalismo dos anos 70, e até já há implantes para quem aderiu à depilação definitiva íntima há uns anos e se arrependeu.

Há pelo menos quatro décadas que temos vindo a adotar mil e uma formas de depilação nesta área do corpo, desde os designs mais arrojados à depilação total. Enquanto nas culturas ocidentais a tendência tem sido para eliminar o máximo possível, em alguns países asiáticos, pelo contrário, os pelos são sinal de feminilidade e até mesmo considerados sensuais. O mítico episódio do filme Sexo e a Cidade em que Samantha fica chocada com os pelos de Miranda na piscina mostra como, na nossa cultura, pelos e sexy não se conjugam na mesma frase.

A questão que já se tinha colocado - sobretudo por questões de saúde e a ideia de que se os pelos estão lá é porque fazem falta - é se esta vibe meio hippy alguma vez iria regressar e a resposta é mais do que positiva. Na verdade, os pelos têm vindo a ganhar um destaque cada vez maior na forma como as mulheres se sentem femininas, bonitas e sensuais. Em Nova Iorque, três jovens amigas criaram o ano passado uma marca de cosmética - Fur - que se foca numa linha de produtos naturais para a pele da zona púbica e os pelos da vagina. O sucesso é tal que há lista de espera para alguns.

Em 2015, a revista Cosmopolitan falava numa tendência de nicho que poderia, ou não, estar a vingar: o chamado “full bush” (arbusto cheio) onde os pelos queriam mesmo ser-se vistos a “fugir” do biquíni. A ideia era mesmo deixar-se um “montinho” percetível por baixo das cuecas do fato-de-banho. E esta moda não caiu de paraquedas. Já em 2014, a famosa marca American Apparel tinha colocado manequins “peludos” nas suas montras, numa tentativa de apelar à beleza natural feminina no seu todo, onde sexy e conforto podem andar juntos."

Helena Magalhães

Fonte: observador

7 comentários:

Vera disse...

Yeeii!! Finalmente!! :D

xarmus disse...

Olá Vera... pois, parece que a moda pouco saudável de rapar a cona está com os dias contados. Ainda bem.

Sky disse...

Totalmente lisa também não fica bem, mas se tiver poucos acho bonito. Agora uma floresta simplesmente não gosto, mas cada um faz o que quer. :)
Eu como homem tenho bastantes pelos pelo corpo todo.. e detesto. Gostaria de eliminar.. mas também não queria ficar liso, apenas reduzir. O laser pode ajudar mas corro o risco de ficar com peladas.

xarmus disse...

Olá Sky,

Pois... tens que ter cuidado com o laser. O melhor é deixares tudo ao natural. Um dia destes volta a moda dos homens peludos e já estás na moda.

Vera disse...

Eu adoro homens peludos, sky. Mas peludos mesmo, tipo floresta hehehe. Não tires nada, nem reduzas. É tão raro encontrar um homem peludo, ultimamente....

Sky disse...

Obrigado pelo apoio, mas eu tenho bastantes e não me sinto bem com eles. No verão é um martírio. Até nem é pela estética mas sim pelo desconforto que me provoca.
Não queria ficar liso.. mas se reduzir para metade já ficava contente :)

Anónimo disse...

Sky, a depilação a laser pode ser uma boa alternativa para ti. O pêlo não desaparece por completo, ao contrário do que se diz, mas fica mais dominado.